Quais as relações entre TOC e autismo?

TOC é a sigla para Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Indivíduos com TOC têm ideias e pensamentos repetitivos, impulsos e imagens que vêm à cabeça de modo fixo.

Normalmente, essas ideias obsessivas podem envolver pensamentos relacionados à higiene, simetria, segurança, autoimagem, entre outros.

Em relação às atitudes compulsivas, a imagem obsessiva pode se converter em uma espécie de impulso ansioso que ela tem que realizar para se sentir bem: lavar as mãos repetidamente, checar as chaves de casa, etc.

Muitos confundem algumas atitudes presentes no TOC com atitudes presentes no TEA. Por isso, muitas vezes o diagnóstico do indivíduo autista acaba sendo incompleto e o tratamento deixa de lado um aspecto importante a ser trabalhado. É preciso observar com atenção o que faz parte do TEA e o que faz parte do TOC.

O TOC atinge boa parte da população, mas estudos apontam para o fato de que autistas têm 2x mais chances de terem TOC.

Muitas vezes os sinais se confundem. Os comportamentos repetitivos são um exemplo disso. Um outro exemplo claro é a obsessão por algum assunto ou tema específico. Também há a realização de atitudes compulsivas relacionadas a algum ritual específico.

No TEA, no entanto, esses rituais aparecem ligados à rotina e ao interesse, ao passo que no TOC eles surgem atrelados à ansiedade e ao desconforto de se sentir aquilo.

COMPARTILHAR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × 2 =

Rolar para cima
Open chat